Swagelok

Swagelok

A Swagelok Brasil, desde 1998, é distribuidora exclusiva no Brasil da Swagelok®, empresa de maior renome mundial emSoluções para Sistema de Fluídos, que incluem produtos, acessórios, ferramentas, treinamentos e montagens e serviços.

Agora você tem mais uma chance de participar de nossa palestra de Manuseio e Segurança de Instalações de Gases!

Estaremos presentes no Colóquio Anual de Engenharia Química, que em sua 17ª edição, promove palestras e mesas redondas afim de apresentar e discutir avanços e perspectivas para o campo da bioengenharia. 

Nossa palestra está aberta ao público em geral, confira abaixo mais detalhes.

Dias: 08 a 10 de Novembro

Local: Centro de Tecnologia - Bloco G - 1º andar

           Av. Horácio de Macedo 2030

           Cidade Universitária - Ilha do Fundão

Sitehttp://coloquio.peq.coppe.ufrj.br/index.php

Palestrantes: Sávio CoeColóquio anual de engenharia químicalho e Alexandre Nilo  

Palestrante será Sávio Coelho e Alexandre Nilo

É importante compreender as atmosferas enriquecidas com oxigênio para garantir a segurança.

 

oxigenio

Acima é um exemplo de aquecimento por compressão em um sistema de oxigênio que ocorre quando uma válvula é rapidamente aberta e a corrente de gás comprime o oxigênio a jusante contra uma obstrução. Para obter mais informações sobre a segurança do sistema de oxigênio, baixe o catálogo. 

Segurança de Sistemas de Oxigênio O2 safety catalogue

Existem três elementos que são necessários para criar um incêndio: combustível, energia de ignição e um oxidante. Quando o oxigênio tem uma elevação para além do nível normal de 21% na atmosfera, o risco de incêndio é aumentado. É importante notar que muitos materiais que não podem ser combustíveis em uma atmosfera normal, serão queimados em uma atmosfera enriquecida com oxigênio. As fontes de ignição que não têm efeito no ar podem ser de importância crítica nos sistemas enriquecidos com oxigênio.

Fontes de Ignição

 

Obviamente, com todas essas questões, devemos ser extremamente cudiadosos ao lidar com sistemas enriquecidos com oxigênio. Uma "Cadeia de ignições" ocorre quando uma pequena quantidade de energia acende um material que cria um pequeno incêndio. Uma vez que o fogo é inflamado, uma reação em cadeia ocore em materiais maiores que geram mais calor até o fogo se tornar auto-sustentável. Por isso, todos os esforços devem ser feitos para eliminar qualquer causa potencial de ignição. Algumas das principais fontes de ignição podem incluir:

  • Impacto mecânico: quando um objeto atinge outro, o calor é produzido no ponto de impacto. O calor produzido por um impacto mecânico pode atuar como fonte de ignição. Por exemplo, em um sistema de oxigênio, um componente mecânico pode quebrar e atingir um recipiente pressurizado, produzindo calor após o impacto. Se a superfície do recipiente estiver contaminada com óleo, ela pode inflamar e iniciar a sequência da cadeia de ignições.

  • Impacto das partículas: partículas pequenas podem ser transportadas juntamente com um fluxo de oxigênio, muitas vezes em alta velocidade. Quando as partículas atingem uma superfície no sistema, a energia de impacto é liberada como calor, e devido à sua pequena massa, as partículas ficam suficientemente quentes para inflamar materiais maiores.

  • Fricção: quando dois materiais sólidos estão em atrito, eles geram calor que pode inflamar outros materiais.

  • Aquecimento de compressão: quando um gás flui através de um orifício de alta a baixa pressão, ele se expande e sua velocidade pode atingir a velocidade do som. Se o fluxo de gás estiver bloqueado, ele irá comprimir novamente, retorna para sua pressão original e fica quente. Quanto maior a diferença de pressão, maior a temperatura do gás. Este efeito pode ser observado ao bombear um pneu de bicicleta. À medida que a pressão aumenta no pneu, a bomba fica quente. Em um sistema de oxigênio, a temperatura do oxigênio pode ser alta o suficiente para iniciar a cadeia de ignição. Por este motivo, as válvulas de abertura rápida não devem ser usadas em sistemas de oxigênio. As válvulas de esfera, por exemplo, podem dar 80% de fluxo quando abertas apenas 20%. Devem ser usadas válvulas de abertura lenta.

Gerenciamento de risco em sistemas de oxigênio

A ASTM G128 discute os perigos do serviço de oxigênio com muito mais profundidade, também fornece considerações de projeto e fontes de ignição em maior detalhe, enquanto que a G88 e Manual MNL36 fornecem orientação de projeto específico.

Em resumo, a primeira e principal regra para o uso seguro de oxigênio, é consultar um especialista. Embora os sistemas de oxigênio apresentem riscos sérios e incomuns, eles são usados com segurança em toda a indústria, porque o risco de lesões e perda econômica podem ser gerenciados e controlados.

Mais informações podem ser encontradas no catálogo técnico - Oxygen System Safety - MS-06-13 - Segurança de Sistemas de Oxigênio

 

Muitas pessoas conhecem a Swagelok por suas conexões dupla anilha. Porém, nós também possuímos duas linhas de conexões por vedação facial. 

vcr e vco

Baixe os catálogos VCR e VCO

 

As linhas de produtos VCR e VCO, são mais dois produtos que podem fazer você economizar muito tempo e dinheiro. A principal característica diferenciada das conexões VCR e VCO é que permitem uma troca rápida em tubulações (OD e Pipe) e em sistemas soldados.

Isso significa que, ao contrário de conexões para tubo, pipe e conexões com extremidades para solda, as conexões VCR e VCO podem ser desmontadas na linha – sem necessidade de espaço adicional. VCRs e VCOs servem como um ponto de montagem e desmontagem – um ponto para acessar o sistema para reparos e atualizações sem ter que remover várias peças.

As conexões também possuem um banho de prata em todos os fios de roscas, evitando o galling e elimina a necessidade de fitas ou selantes de roscas, tornando a instalação mais fácil. Existem portas de testes para verificação de vazamentos, onde as faces metálicas entram em contato e a vedação ocorre. Por fim, existe um conjunto com porca bipartida (split-nut), que facilita ainda mais a montagem e remontagem.  

 

Fácil acesso

Devido a vedação facial dos VCOs e VCRs, as conexões possuem a capacidade de montagens e remontagens ilimitadas. Tudo o que você deve fazer é substituir o gasket cada vez que remontar a conexão. O gasket é a peça de menor valor da montagem, portanto, substituir o gasket é muito mais vantajoso do que substituir a montagem completa. Ao instalar os VCRs e VCOs, aperte firmemente a porca com a mão e depois com uma chave dê 1/8 de volta.

Existem certas diferenças entre os dois produtos. Por exemplo, para aplicações de alta temperatura, o VCR é uma opção melhor porque o gasket metálico permite uma capacidade de suportar temperaturas maiores, até 537°C com um gasket em aço inoxidável.

Opções de Montagem

Montagens VCO:

montagens vco

Montagens VCR:

Porca Fêmea + 2 Tubos de Suporte + Gasket + Porca macho

OU

Porca Fêmea + Tubo Suporte + Gasket + Corpo

 

 montagens vcr

Aplicações Múltiplas

VCRs e VCOs são populares em sistemas hidráulicos, bem como sistemas soldados e roscados. Eles também fornecem uma ótima transição para sistemas que utilizam conexões para tubos, usando um adaptador de conexão. Devido à variedade de extremidades disponíveis nos VCRs e VCOs da Swagelok, existem intermináveis combinações disponíveis para nossos clientes. Para maiores informações sobre conexões VCRs e VCOs, faça download do catálogo ou entre em contato conosco. 

PM, 28 686 2017 15:Ago

Treinamentos Técnicos Swagelok

Os programas de treinamento e educação da Swagelok oferecem aos nossos clientes uma gama de ferramentas valiosas e práticas para enfrentar os desafios do dia-a-dia e manter as últimas tecnologias de sistemas de fluidos. De uma série de cursos aprofundados ensinados por instrutores especializados em vídeos de treinamento e aulas on-line, o treinamento da Swagelok capacita sua equipe a trabalhar de forma mais segura e inteligente.

Na imagem abaixo veja depoimento de nossos clientes. Sempre pensando na qualidade de nossos serviços e na satisfação de nossos clientes a Tecflux - Swagelok Brasil oferece treinamentos de altíssima qualidade! Consulte- nos para mais informações!

Veja como nossos programas de treinamento podem ajudar a aliviar suas pressões.

Turmas no RJ e SP confirmadas para dia 23 de outubro.

- Montagem de Conexões Dupla Anilha 

- Dobra de Tubos 

 

É importante saber como verificar a qualidade de um tubo e nós lhe ajudamos com o nosso checklist abaixo. Se ainda precisar de mais informações sobre tubos, faça o dowload do nosso catálogo.

Tubing Data PDF

 

Existem 5 componentes principais para uma conexão para tubo: Porca, Anilha Traseira, Anilha Dianteira e o corpo da conexão. Todos esses componentes são fabricados com tolerâncias e padrões exigidos pela Swagelok. O quinto componente, que a Swagelok como fabricante não tem controle, é o tubo.

 

Definindo os padrões de tubos

Há uma série de padrões que se aplicam ao tubo dependendo do material, mas nos concentraremos nas especificações do Aço Inoxidável, por se tratar da maior parte do que vemos sendo utilizado no Brasil.

A ASTM define uma série de padrões para tubos, portanto, ao comprar um tubo, é sempre indicado checar a corrida do mesmo para o padrão ASTM para o qual é fabricado. Esta deve estar impressa no tubo juntamente com o código de rastreabilidade (heat code) do tubo.

Os tubos de Aço Inoxidável padrões ASTM A269 ou A213, são classes comuns. A A269 faz referência aos requisitos gerais da ASTM A1016, que nos fornece as seguintes informações:

  • 13.1 – O tubo acabado deve ser razoavelmente reto e ter extremidades lisas sem rebarbas.
  • ASTM A269 também fornece diretrizes para as tolerâncias da tubulação OD. Sendo de +/- 0.005 polegadas. A ovalização pode ser duas vezes a tolerância OD.

Mesmo com as especificações ASTM, há uma falta de padrões e pode haver variações na qualidade dos tubos que você obtém. A qualidade dos tubos realmente depende da integridade e da consciência de qualidade do fornecedor.

 

Checklist da qualidade dos tubos

Antes de instalar qualquer parte da tubulação em uma conexão Swagelok, o instalador deve separar um momento para dar uma olhada nos seguintes itens:

  • O tubo é sem costura ou com costura? Se for com costura, há sinais de corrosão ou pitting ao longo da solda? É visível o cordão de solda no OD? Se for visível, pode gerar problemas.
  • Qual é a dureza do tubo? Para um melhor desempenho com uma conexão Swagelok, recomenda-se que o tubo não exceda a dureza Rockwell de 90 HRB.
  • Certifique-se que o acabamento da superfície do tubo está livre de arranhões. Na medida que o tubo se acomoda no fundo da conexão OD, arranhões podem resultar em possíveis vazamentos.
  • Verifique a ovalização do tubo. O tubo oval não deve ser forçado no encaixe da conexão, pois pode danificar alguns dos componentes.
  • Verifique o OD (diâmetro externo) e o ID (diâmetro interno) para garantir que eles estejam livres de rebarbas. Uma rebarba no OD pode arranhar e danificar componentes de vedação. Uma rebarba no ID pode ser descarregada a jusante e danificar os O-rings ou outras vedações em válvulas, reguladores ou outros componentes. 
  • Verifique a espessura da parede para se certificar de que é suficiente para as pressões que o sistema será submetido.
  • Verifique a concentricidade do tubo, ou seja, verifique se a espessura da parede é consistente ao redor da tubulação. Você não quer uma parede grossa na parte superior do tubo e uma parede mais fina na parte inferior.

Se você tiver dúvidas sobre a qualidade do tubo que está usando, entre em contato conosco.  A Tecflux possui uma série de ferramentas que podem ser usadas para ajudar a melhorar a qualidade geral de suas conexões para tubos.

Para informações adicionais, o Swagelok Tubing Data Sheet tem informações e classificações de pressões de trabalho para os tipos mais comuns de tubos.

PM, 25 710 2017 16:Jul

Veja a NOVA Plataforma CAD

 

Procure desenhos técnicos e diagramas por categoria de produto em nossa biblioteca de arquivos CAD. Esses arquivos podem ajudar no seu processo de tomada de decisão e ajudá-lo a determinar rapidamente o melhor para o seu sistema.

Se você utilizou essa incrível ferramenta nos últimos tempos, provavelmente percebeu que nós a atualizamos com diversos novos recursos:

  • O primeiro novo recurso é que essa plataforma agora é totalmente acessível através do celular, você não precisa mais de um aplicativo ou do Java para renderizar o modelo visual antes de ser feito o download.
  • A interface com o usuário foi aprimorada, se tornando mais fácil a procura, seleção e fornecer os dados CAD que está procurando!  
  • A livraria está mais rápida agora no aspecto de processar e renderizar.

 

 Economize horas de desenvolvimento de projeto e desenho acessando nossa livraria CAD.

 

Você pode economizar horas de desenvolvimento de projeto e desenho acessando nossa livraria CAD. Os arquivos CAD podem oferecer informações dimensionais e de instalação prontas para usar, ideais para a preparação do projeto:

  • Visualizações de produtos de múltiplos ângulos e 3D
  • Especificações como tamanho do diâmetro, comprimento ou tipo de extremidade
  • Seleção de produtos ofertados 

 

 Você pode fazer o dowload dos arquivos em uma grande variedade de formatos, incluindo DXF, JPG, TIFF, VRML e diversas versões do SAT.

 Acesse já clicando na imagem abaixo!

icon cad

 

regulador de pressão

Um regulador de pressão é um componente do sistema de fluido designado para controlar a pressão de saída sobre um dado ajuste da pressão de entrada e condições de vazão.

Dois tipos de reguladores de pressão

Existem duas grandes categorias de reguladores de pressão: reguladores redutores de pressão e reguladores back-pressure. Um regulador redutor de pressão mantém a pressão de saída, pois a pressão de entrada e as condições de vazão variam.

As razões primárias do regulador de pressão
: Fornecer precisão, consistência e repetitivos abastecimentos de pressão para processos e equipamentos de processo a fim de reduzir a probabilidade de variabilidade do processo e proteger equipamentos sensíveis.

Para processos
e equipamento sensível à pressão funcionar corretamente, processos de fluidos de alta pressão devem ser reduzidos a uma pressão aceitável antes de entrar no ponto de uso, essa redução de pressão deve ser atingida através do uso de um regulador de pressão ou através de uma série de reguladores de pressão. Se a pressão não é reduzida e controlada, o processo deve ser fechado ou equipamentos sensíveis podem ser danificados.

Três principais componentes

Um típico regulador tem uma entrada onde o fluído entra no regulador, uma saída onde o fluido sai do regulador, e um orifício pelo qual a vazão do fluido é direcionada.

Os componentes do regulador são fabricados usando uma variedade de projetos. Embora existam muitas opções de projetos no mercado, a maioria dos reguladores contém três principais componentes que executam funções similares independentemente do projeto:  o elemento de controle, elemento de sensor e câmara de sensor, e o mecanismo de carregamento. 

 

regulador de pressão

 

Controle

O primeiro componente a ser mencionado é o elemento de controle, muitas vezes referido como a válvula principal, haste da válvula ou poppet, é usada para controlar a pressão de saída do fluido movendo-se para dentro e para fora do orifício.

Quando o poppet se move para dentro do orifício, o fluxo de fluido é restrito e a pressão externa diminui, por outro lado, quando o poppet se move para fora do orifício, o fluxo do fluido e pressão de saída se constrói.

A maioria dos reguladores de pressão contém três componentes principais que desempenham funções semelhantes, independentemente do projeto

Sensor

O segundo componente é composto de duas partes, o elemento de sensor e câmara de sensor.

A câmara de sensor é a área abaixo do elemento sensor. O elemento sensor responde às mudanças de pressão na câmara de sensor.

A haste do elemento de controle está em constante contato com o elemento de sensor. O elemento de sensor e elemento de controle movem juntos de acordo com a mudança de pressão da câmara de sensor.

Carregamento

O terceiro componente é o mecanismo de carregamento. O mecanismo de carregamento exerce força sobre o elemento de sensor para contrabalancear a pressão do fluido dentro da câmara.

O mecanismo de carregamento é definido ou ajustado para fornecer a pressão de saída desejada do regulador.

Resumo

Existem três elementos principais que permitem um regulador redutor de pressão funcionar.

  • O elemento de controle governa o fluxo movendo-se para dentro e para fora do orifício.
  • O elemento sensor detecta mudanças na pressão de saída.
  • O mecanismo de carregamento exerce força sobre o elemento sensor para contrabalançar a pressão do fluido dentro da câmara.

É importante lembrar que o regulador de pressão controla somente pressão, e não a vazão de fluido. Reguladores de pressão reagem às mudanças no fluxo de fluido, mas controlam apenas a pressão.

 

Veja também:

Reguladores de Pressão em Aço Inox - Como minimizar o efeito droop

 

A Tecflux, distribuidora autorizada da Swagelok no Brasil, apresentou na Brasil Off Shore 2017 a máquina de solda orbital. A feira aconteceu em Macaé/RJ, de 20 a 23 de junho. Confira as fotos da nossa participação no evento e saiba mais sobre a máquina de solda orbital, um dos destaques apresentados em nosso estande.

Para projetos que requerem um consistente, seguro e eficiente sistema para soldagem, o sistema de solda orbital da Swagelok oferece precisão e controle combinados com a facilidade de operação da tela touch screen do equipamento.

O sistema de soldagem orbital Swagelok proporciona soldagem do tipo GTAW (gas tungsten arc welds) podendo ser executadas em tubos de instrumentação e tubos de condução. Monitorar e gravar o progresso das soldagens em tempo real, ajuda a agilizar processos de documentação de acordo com as exigências da indústria.

  • Solda orbital confiável e de baixo custo
  • Equipamento leve e portátil
  • Diversos tamanhos de cabeçotes de solda
  • Diversas ferramentas e acessórios

 solda orbital swagelokmontagem solda orbitalSistema de Solda Orbital peq

br offshore mail

Está no Rio de Janeiro e tem interesse em participar de uma palestra grátis de Manuseio de Segurança de Instalações de Gases com nosso especialista Sávio Coelho?

palestra gases web

 

Confirme sua presença no e-mail: This email address is being protected from spambots. You need JavaScript enabled to view it.

A ARTE E A MATEMÁTICA POR TRÁS DE UMA BOA DOBRA DE TUBOS

Você já viu as instruções que contém no manual que acompanha uma nova ferramenta de dobra de tubos? A maioria das pessoas não lêem. Elas aprendem a usar a ferramenta através de tentativa e erro ou procuram alguém disposto a transmitir a sua experiência. Podemos facilitar esse trabalho com nosso treinamento de dobra de tubos.

Desenvolvemos um vídeo com legendas em português para mostrar o uso básico de um dobrador de tubos Swagelok, mostrando dobras de 90° e 180°. Mas existem muitas outras técnicas e dicas para que uma dobra possa ser executada da forma correta. Um bom layout e execução podem melhorar a estética de um sistema e refletir sobre a qualidade do produto. Técnicos qualificados sabem como planejar e medir adequadamente todas as dobras que irão efetuar para que assim, tenham o mínimo de desperdício de tubos.

A maioria das aulas são com pessoas que têm apenas conhecimento limitado sobre dobra de tubos, mas se conseguimos uma classe com dobradores experientes, ainda podemos mostrar-lhes algumas dicas que talvez não necessariamente conheçam.

O treinamento é projetado para quem trabalha com tubulações, incluindo engenheiros, projetistas, fabricantes, contratados e técnicos que montam sistemas de fluidos.

O EFEITO DO GANHO

 ganho dobra

Na verdade existem vários métodos de dobra de tubos. Temos por exemplo o método mais utilizado que seria o de medir e depois dobrar e também o método em que envolve um pouco de matemática, para poder calcular com precisão qual o ponto em que as dobras devem ser feitas. Esses cálculos são importantes, pois quando se dobra um tubo, existe o fator do ganho de material, ou seja, se você precisa efetuar dobras para conectar um trecho com cerca de 300mm, você pode usar um trecho de tubo com comprimento menor, pois o ganho vai fazer com que seja atingida esta medida. Caso você use um trecho de 300mm, provavelmente ao final das dobras, irá sobrar material e ele deverá ser descartado, gerando desperdício.

PRATICANDO É QUE APRENDEMOS

Nosso treinamento além de fornecer na parte teórica, diversas dicas e técnicas para se efetuar da melhor maneira as dobras, temos também uma parte prática muito interessante onde o aluno pode testar todos os seus conhecimentos tendo que montar um sistema com diversas interferências e sem “matar” os tubos que receberá para fazer estas dobras.

 dobra tubos

treinamento dobra tubos

Ficou interessado em conhecer mais sobre dobra de tubos? Entre em contato conosco e participe de um de nossos treinamentos.

Veja as datas e escopo do nosso treinamento nesses links em nosso site.